Entre pingos d’água, uma chuva de quebra de recordes

Paranaense_Pista_2013Assim foi o 35o Campeonato Paranaense de Ciclismo de Pista. Um evento da Federação Paranaense de Ciclismo, realizado pelo Clube Jair Braga de Ciclismo e que contou com o imprescindível apoio da Secretaria Municipal de Esportes de Curitiba.

Liga de Ciclismo dos Campos Gerais, representando muito bem a cidade de Ponta Grossa e região

Equipe de Ponta Grossa, representando muito bem a região dos campos gerais.

Dezenas de atletas de todas as regiões do Paraná e de outros estados, coloriram o velódromo do Jardim Botânico de Curitiba e, colhendo os frutos de muitos treinos e dedicação, bateram recordes e demonstraram que, acima das dificuldades, estão a competência e o comprometimento de nossos valorosos ciclistas.

João Vitor da Silva veio de Foz do Iguaçu e, com a faca nos dentes, cravou novos recordes nas provas dos 20o e 500 metros. O garoto que, ainda Juvenil, “é uma grata revelação para o ciclismo paranaense”, segundo Mônica E Braga. Na categoria feminina Júnior, não foi diferente. Com todo apoio que tem dentro de casa, mais a dedicação e os predicados próprios, Thatiana Marafigo, correndo por Rolândia, quebrou os recordes também nos 20o e  nos 500 metros.

Fernando Sikora Júnior, da equipe GF,  além de vencer em várias provas, bateu o recorde nos 200 metros.

Fernando Sikora Júnior, da equipe GF, além de vencer em várias provas, bateu o recorde nos 200 metros.

A equipe GF, uma das mais conceituadas no Brasil, e que tem por sede a capital paranaense, mais uma vez fez prevalecer a experiência e os anos de dedicação ao ciclismo de pista. Contando com atletas de projeção nacional como: Roberson Figueiredo,  Bruno Garcia, Fernando Sikora Jr, Gustavo de Oliveira e os irmãos Ricardo e Fábio Dalamaria, ; fez e aconteceu dentro da competição. Fábio Dalamaria, correndo na categoria Juvenil bateu o martelo – e o recorde – na prova de perseguição individual dos 2 km. Fernando Sikora, debutando na elite do ciclismo de pista brasileiro venceu, também batendo o recorde, na prova dos 200 metros. O Bruno Garcia, de barba e tudo, conquistou “só” 4 medalhas de ouro!

Willian R Heusi, ainda Júnior, e já um dos grandes nomes do ciclismo brasileiro.

Willian R Heusi, ainda Júnior, e já um dos grandes nomes do ciclismo brasileiro, bateu o recorde paranaense na prova de perseguição Júnior.

Outro destaque, entre os promissores atletas paranaenses, foi o Willian R Heusi que, apesar de ser Júnior, foi Vice-campeão na prova de Km elite, vice-campeão de perseguição Elite, 3° colocado na prova de velocidade individual Elite, 3° na prova de Keirin elite e, correndo em sua categoria sagrou-se campeão em 4 provas:  Km, perseguição (prova na qual Heusi estabeleceu novo recorde paranaense),  velocidade individual e Keirin.

A organizadora da prova, Mônica E Braga, fez questão de enaltecer o alto nível de competitividade de todas as equipes, a excelente performance dos atletas que, a cada ano renovam mais e mais recordes e, elencando nominalmente as equipes, agradeceu a presença e o brilhantismo de cada qual:

  • Aneflex Fios e Cabos (Rebouças/PR)
  • Cicles Langner (Curitiba/PR)
  • Clube Ciclístico Araponguense (Arapongas/PR)
  • Clube Jair Braga de Ciclismo (Curitiba/PR)
  • CW Bike (Curitiba/PR)
  • Barueri/Penks/New Millen (Barueri/SP)
  • GF Ciclismo/ Unilance (Curitiba/PR)
  • Incorp (Curitiba/PR)
  • Lidra Americana (Americana/SP)
  • Liga de Ciclismo Campos Gerais (Ponta Grossa/PR)
  • Miami Bike/Helisul/AudioPhone/SMEL Foz do Iguaçu (Foz do Iguaçu/PR)
  • Pedale Bikes (Curitiba/PR)
  • Rolândia (Rolândia/PR)
  • Sesla Indaiatuba (Indaiatuba/SP)

 

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Entre pingos d’água, uma chuva de quebra de recordes