Luciano Ducci cria secretaria para substituir a URBS e esquece das bicicletas

O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, anunciou nesta segunda-feira, dia 10, a criação da Secretaria Municipal do Trânsito. Segundo as palavras do prefeito, “a criação da Secretaria faz parte do projeto de evolução na gestão do trânsito para fazer frente às demandas de Curitiba”. Na nota publicada no site oficial da prefeitura, Luciano Ducci anuncia criação da Secretaria Municipal de Trânsito, nada se fala sobre os problemas que a administração municipal vem enfrentando em decorrência da decisão do Tribunal de Justiça do Paraná que, por unanimidade dos votos de seus desembargadores, acatou a Ação Direta de Inconstitucionalidade(Adin) número 52764-2. O relator da ação, desembargador Antônio Martelozzo, destacou que “a delegação de atividade tipicamente pública para entidade privada, no caso a URBS, uma sociedade de economia mista, feriu frontalmente os princípios da impessoalidade e da supremacia do interesse público sobre o particular previstos no art. 27 da Constituição Estadual”.

Na nota publicada no portal da prefeitura, pode-se observar que todas as funções hoje desempenhadas pela Urbs  farão parte do rol de atribuições da nova secretaria. Além de criar esta nova pasta, a administração municipal também recorreu no dia 3 de outubro, protocolando petição junto ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR).

Para justificar a criação da Secretaria Municipal de Trânsito, o prefeito argumenta ainda que “Curitiba recebe 1.140 carros novos por semana e tem a maior frota de veículos do País, proporcionalmente ao número de habitantes. Há um conjunto de necessidades, fatores e soluções nesta área que justificam uma secretaria exclusiva”. Falou ainda sobre as obras de mobilidade urbana do PAC da Copa e a nota termina sem dar pistas sobre qual será o destino da URBS, cujas competências serão todas assumidas pela nova pasta da administração municipal.

Mais uma vez Luciano Ducci, candidato declarado a eleição em 2012, fala muito e sobre vários aspectos, a respeito do trânsito e mobilidade urbana em Curitiba e, em nenhum momento fala – provavelmente, sequer pensa – nas bicicletas.

Vejam também a excelente análise de Tarso Cabral Violin, explicando com muito mais propriedade e argumentos o porquê da nossa cidade ir parar no banco dos réus, em função da péssima gestão pública municipal. Foi do blog do Tarso também que surrupiamos a irretocável charge desta postagem.

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Luciano Ducci cria secretaria para substituir a URBS e esquece das bicicletas